INFLUÊNCIA DE FATORES CLÍNICOS NA LESÃO RENAL AGUDA

Autores/as

  • Tayse Tâmara Da Paixâo Duarte
  • Luana Chagas Costa
  • Wellington Luiz De Lima
  • Marcia Cristina Da Silva Magro

Resumen

Objetivo: Verificar a relação entre variações do clearance de creatinina (ClCr) e os fatores clínicos de pacientes
internados em clínica médica. Material e Método: Estudo longitudinal, do tipo coorte prospectivo, quantitativo,
realizado em um hospital público do Distrito Federal. 85 pacientes evoluíram com Lesão Renal Aguda (LRA),
de acordo com a classificação Kidney Disease: Improving Glogal Guidelines (KDIGO). O acompanhamento
foi até 1 mês pós-alta hospitalar. A gravidade dos pacientes foi medida através do Índice de Comorbidade de
Charlson. Considerou-se significativo resultados com p ? 0,05. Resultados: 51,8% dos pacientes eram do sexo
masculino. Entre as comorbidades se destacaram hipertensão arterial (70,6%), diabetes mellitus (57,6%) e as
cardiopatias (52,9%). O tempo de permanência hospitalar (p= 0,001) e a idade (p= 0,05) estiveram associadas
a pior função renal. Pacientes com ClCr? 30 ml/min estiveram associados a uma maior taxa de mortalidade
(p= 0,007). Conclusão: Idade avançada e maior tempo de internação hospitalar se associaram a piora da função
renal (ClCr < 60 ml/min). Àqueles com severa piora da função renal (ClCr < 30 ml/min) apresentaram maior
taxa mortalidade.

Publicado

2020-06-26

Cómo citar

Da Paixâo Duarte, T. T. ., Chagas Costa, L. ., Luiz De Lima, W. ., & Da Silva Magro, M. C. . (2020). INFLUÊNCIA DE FATORES CLÍNICOS NA LESÃO RENAL AGUDA. Ciencia Y Enfermería, 26. Recuperado a partir de https://revistas.udec.cl/index.php/cienciayenfermeria/article/view/2073

Número

Sección

Investigaciones